Como montar um plano de negócio para sua fábrica de gelo

Abrir uma fábrica de gelo é um processo que requer um plano de negócios completo, desde o estudo do mercado local onde você pretende se instalar ao planejamento operacional e financeiro necessários para que seu projeto seja sustentável a longo prazo.

O mercado do gelo vem se destacando a cada dia e se tornando uma alternativa de crescimento para quem quer ser dono do próprio negócio.

Hoje, é possível investir em segmentos variados para atender demandas diversas, como a do consumidor final, com o gelo em cubo, e da indústria de processos, com o gelo em escamas – cabe a você ter uma visão ampliada destas oportunidades e investir corretamente para que possa atendê-los de maneira consistente na sua fábrica de gelo.

Confira abaixo algumas dicas para começar o seu plano de negócios:

Comece estudando o mercado

O primeiro passo para investir é estudar o mercado local onde você pretende instalar a sua produção. Comece pela concorrência, listando os tipos de gelo ofertado, qualidade e segmento específico que ela atende, para que assim você consiga encontrar diferenciais que vão fazer com que a sua fábrica de gelo se destaque.

Depois de estudar como a concorrência atua, você precisará iniciar uma pesquisa de potenciais clientes, entendendo como funciona o modelo de negócios e as reais necessidades deles frente ao fornecimento de gelo.

A partir disso, você conseguirá definir o tipo de público predominante na sua região e perceber como fazer para que a sua fábrica supra estas demandas.

Outro ponto importante a ser colocado é mapear as possíveis ameaças que o seu negócio pode vir a sofrer com o tempo. Esta pesquisa precisa abranger a sazonalidade da venda de gelo na sua cidade, bem como a situação econômica do país. Aqui você pontua fatores externos e incontroláveis do mercado que podem vir a prejudicar o seu negócio futuramente.

Defina o plano operacional da sua fábrica de gelo

Para que você comece efetivamente a produzir, é preciso definir um plano operacional. Este fator exige que você escolha a localização ideal da sua fábrica e a estrutura necessária para ganho de produtividade.

A fábrica de gelo precisa ser instalada em um ambiente/ galpão em torno de 100m², que seja arejado e próprio para comércio local. A produtividade dependerá do equipamento que você terá no seu estabelecimento, por isso, tenha no seu quadro de funcionários pessoas específicas para executar cada um dos processos de produção.

Estruture bem a sua capacidade produtiva e de entrega, pensando em tempo e quantidade por hora para atender às demandas do mercado. Para isso, é importante que você relacione os equipamentos básicos e materiais necessários para a produção:

• Máquina de gelo (de acordo com o tipo de produto que vai comercializar);

• Ensacadora

• Triturador (se achar necessário diante do seu plano de atuação)

• Seladora

• Câmara Fria

• Carro refrigerado

• Pallets

• Paleteira

• Embalagem

Depois de mapear estes insumos, busque fornecedores capacitados para cada um, analisando aspectos de entrega, assistência técnica, qualidade e segurança.

Preocupar-se com a qualidade da água fornecida pela empresa que abastece a sua cidade também é um fator indispensável para o seu plano operacional, por isso, você deve investir também em um sistema de tratamento e filtragem que elimine bactérias e garanta a qualidade da sua entrega.

Esteja ciente da legislação e documentos necessários

Cada município possui legislações próprias para abertura de um negócio, como uma fábrica de gelo. Para começar, você precisará ter um registro na junta comercial, bem como na secretaria da Receita Federal (CNPJ). Depois, será necessário obter o alvará de funcionamento emitido pela prefeitura da sua cidade.

Além dos documentos básicos, você precisará também de autorização do Corpo de Bombeiros, que atestará a segurança e exigências mínimas para funcionamento da sua produção.

Desenvolva um planejamento financeiro a longo prazo para sua fábrica de gelo

Ao mapear o plano operacional da sua fábrica de gelo, será necessário colocar na ponta do lápis os custos para que seu negócio se sustente a longo prazo. Isso inclui ter uma reserva de emergência para suprir qualquer intercorrência e definir o seu fluxo de caixa para que você não tenha prejuízos na produção.

Você precisará ter subsídios financeiros para adquirir o maquinário e estimar os custos fixos, despesas e a receita (meta) que pretende obter nos primeiros meses de produção. 

Os investimentos para começar podem ser separados em duas etapas: o pré-operacional, que envolve reforma, taxas de registro e equipamentos, e o investimento fixo, como custo com água, energia e aluguel, por exemplo.

Mapeie os canais de distribuição

Para finalizar o seu plano de negócios, basta que você defina os canais de distribuição do seu produto, a forma de divulgação e de atendimento que quer colocar em prática.

Não é segredo que uma fábrica de gelo precisa contar com um sistema potente para manter a temperatura, não é mesmo? E quando o seu produto sai da fábrica e é enviado para o seu cliente? Qual garantia você dará para que ele chegue intacto no destino?  

Contar com uma frota de caminhões/ veículos climatizados é primordial para que você forneça essa garantia, mas caso opte por não internalizar este serviço, existem diversos fornecedores terceirizados que podem fazer esta logística para você.

Muitas empresas agregam ainda mais valor ao serviço e fornecem geladeiras climatizadas em formato de comodato para clientes como supermercados, postos de gasolina e distribuidores de bebidas – pense nisso!